A catarata é comumente conhecida por aparecer na visão dos idosos, e por isso, é uma doença relacionada à idade avançada. Mas, estudos recentes mostraram que existe uma relação entre a alta miopia e catarata.

Antes de abordarmos essa relação, vamos entender um pouco mais sobre essas doenças que podem prejudicar a sua visão e, até mesmo, levar à cegueira. 

O que é Catarata?

 A catarata ocorre quando o cristalino, que é a lente natural dos olhos, começa a ficar opaca. Essa opacificação pode acontecer por diversos motivos e o mais comum é a idade. Porém, a alta exposição ao sol ao longo da vida, doenças como glaucoma e diabetes, uso de medicamentos corticosteróides ou mióticos e até intercorrências de cirurgias intraoculares podem acelerar ou ocasionar uma catarata. 

Apesar de ser uma das grandes responsáveis pela cegueira no passado, o tratamento é simples e muito comum, feito através da cirurgia para catarata, que implanta uma nova lente no lugar do cristalino que ficou opaco. 

Dentre os sintomas mais comuns em quem tem catarata, podemos elencar os seguintes:

– Visão prejudicada, turva ou “embaçada”;

– Perda da sensibilidade às cores e ao contraste;

– Diplopia monocular, ou seja, visão dupla num olho;

– Aumento da sensibilidade à lu;

– Alteração dos erros refrativos, ocasionando frequente mudança de óculos;

– Visão noturna muito prejudicada.

– Opacificação e esbranquiçamento no fundo do olho.

Miopia e alta miopia

Para compreender porque a alta miopia e a catarata estão relacionadas, é importante também diferenciar o que seria a alta miopia e quais os seus riscos. 

É considerado um alto-míope aquele que possui grau maior que -6.00 D (“6 graus de Miopia”), chegando a níveis extremos de quase impossibilidade de enxergar. A miopia afeta a própria anatomia dos olhos, que ficam mais longos como se fosse uma bola achatada. Também pode ocorrer porque a córnea é mais curva. Quando os graus são muito elevados, a miopia pode acarretar problemas graves como glaucoma e descolamento de retina. 

A vida atual, com excesso de telas, leituras e pouca exposição ao sol e ambientes externos também aumentam a chance de se desenvolver miopia. 

Cuidados como os listados abaixo podem ajudar a conter o avanço ou o desenvolvimento da miopia:

– Fazer pausas a cada 1h30, aproximadamente e olhar para o horizonte;

– Manter uma distância de dois palmos entre o olho e a tela do celular. A cabeça não deve ficar muito inclinada para frente, pendurada;

– Ficar mais tempo ao ar livre;

– Crianças a partir dos dois anos devem ir ao oftalmologista;

– Não ler no escuro ou forçar muito a vista.

Relação entre alta miopia e a catarata

Apesar de existirem algumas cirurgias de lentes intraoculares para correção de erros refrativos que podem ocasionar catarata, as lentes mais modernas como as EVO Visian ICLs preservam o cristalino e ainda protegem os olhos contra os raios UV, o que retarda o aparecimento de catarata. 

Porém, um estudo realizado em 2011 mostrou que é quase 2x mais provável que uma pessoa com grau alto de miopia apresente catarata precoce, ou seja, antes do que um indivíduo sem alta miopia. A causa seria pelo formato achatado do globo ocular que, possivelmente, acelere o processo de catarata. 

A boa notícia é que a  cirurgia para catarata pode corrigir também o problema derivado nos alto-míopes, tal como existem diversas cirurgias refrativas disponíveis para a correção antecipada de altos graus de miopia, diminuindo o risco entre alta miopia e a catarata. 

É importante lembrar que, a correção da miopia ou da catarata são feitas em procedimentos distintos e podem sim interferir nos seus resultados possuindo as duas condições simultaneamente. Procure sempre o seu médico oftalmologista para cuidar da saúde dos seus olhos e tratar de forma precoce os problemas do futuro.

É possível evitar a progressão do Ceratocone?